Modular

Modelos de urbanismo e mobilidade

Detalhes do curso

Destinatários

Candidatos que reúnam, cumulativamente, as condições seguintes:

– Idade igual ou superior a 18 anos.

– 9º Ano de escolaridade.

– Ter obtido uma Certificação Parcial em Processos de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências Escolares ou em Cursos de Educação e Formação de Adultos ou encontrar-se ao abrigo do Decreto-lei nº 357/2007, de 29 de outubro.

– Apresentar um Plano Pessoal de Qualificação.

Programa

– Processos de mudança fundamentais na geografia das populações, em particular, os intensos fluxos de migração, emigração e imigração que ocorreram no território português, desde o início do século XX

– Distribuição da população no território português, enfatizando as grandes assimetrias regionais em termos de densidade populacional e a emergência de grandes áreas urbanas

– O processos do êxodo rural, litoralização e progressivo despovoamento do interior, a partir da transformação profunda dos critérios de atractividade e repulsividade dos diferentes locais

– Relação entre o crescimento das cidades, a melhoria das acessibilidades e a industrialização e terciarização dos sistemas económicos

– Diferentes modelos de desenvolvimento sustentável e de qualidade de vida, tanto em contexto urbano como em contexto rural

– Novas tendências na ralação espaço-campo e, em particular, novos padrões residenciais, impulsionados pela melhoria das acessibilidades e das telecomunicações

– A situação de Portugal como um país de emigração e imigração: novas facetas deste fenómeno resultantes da criação de um território europeu de livre circulação

– Princípios psicológicos associados à integração e bem-estar, com enfoque nos contextos de desenvolvimento e nos processos de mudança do meio envolvente

– O funcionamento e o papel social das comunidades como promotoras de desenvolvimento e bem estar pessoais

– Os diferentes contextos no modelo ecológico do desenvolvimento (macro-sistema, meso-sistema, exo-sistema, micro-sistema

– Factores de risco e de protecção em cada um dos sistemas

– Mecanismos de adaptação e transferência cognitiva, inerentes a qualquer processo de mobilidade individual entre diferentes comunidades (possibilidades e limitações)

– Conceitos fundamentais nos processos de construção do espaço de vivência (arquitectura)e de ordenamento do território

– As necessidades do Homem no seu habitat (habitação, trabalho, convívio, alimentação, deslocação, etc..)

– A dimensão física do espaço de vivência, considerando as componentes de estar e deslocar

– Relação da organização e da construção do espaço urbano, entre o estar e o deslocar, com a satisfação das necessidades do homem

– Caracterização dos modelos territoriais de organização do espaço de vivência: formas de medição e análise de padrões de ocupação do solo e configuração das vias de comunicação de diferentes tipos de transporte

– As variáveis físicas que limitam o desenvolvimento do espaço urbano

– Princípios físicos na organização e gestão do espaço habitável

– Fluxos materiais e energéticos no interior dos espaços urbanos e entre estes e os espaços adjacentes

– Medição, análise e interpretação dos fluxos materiais e energéticos do lar, associando as variáveis determinantes para a gestão eficiente daqueles (equipamentos utilizados, construção do espaço, orientação solar, comportamentos de utilização de energia, etc..)

Outras informações

O valor de inscrição é gratuito para as seguintes situações:
– Formandos desempregados.
– Formandos que frequentem curso inserido num percurso EFA, para conclusão de percurso EFA frequentado no CEPRA.
– Formandos provenientes de Processo RVCC Escolar no Centro Qualifica do CEPRA, que frequentem curso inserido num percurso EFA, para conclusão do seu Processo de Certificação Escolar.

CÓDIGO DO CURSO STC_6
DURAÇÃO 50 horas
DATA DE INÍCIO: Data a determinar
LOCAL A designar
PREÇO €0.00