Modular

Modelos de urbanismo e mobilidade

Detalhes do curso

Destinatários

Candidatos que reúnam, cumulativamente, as condições seguintes:

– Idade igual ou superior a 18 anos.

– 9º Ano de escolaridade.

– Ter obtido uma Certificação Parcial em Processos de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências Escolares ou em Cursos de Educação e Formação de Adultos ou encontrar-se ao abrigo do Decreto-lei nº 357/2007, de 29 de outubro.

– Apresentar um Plano Pessoal de Qualificação.

Programa

– Processos de mudança fundamentais na geografia das populações, em particular, os intensos fluxos de migração, emigração e imigração que ocorreram no território português, desde o início do século XX

– Distribuição da população no território português, enfatizando as grandes assimetrias regionais em termos de densidade populacional e a emergência de grandes áreas urbanas

– O processos do êxodo rural, litoralização e progressivo despovoamento do interior, a partir da transformação profunda dos critérios de atractividade e repulsividade dos diferentes locais

– Relação entre o crescimento das cidades, a melhoria das acessibilidades e a industrialização e terciarização dos sistemas económicos

– Diferentes modelos de desenvolvimento sustentável e de qualidade de vida, tanto em contexto urbano como em contexto rural

– Novas tendências na ralação espaço-campo e, em particular, novos padrões residenciais, impulsionados pela melhoria das acessibilidades e das telecomunicações

– A situação de Portugal como um país de emigração e imigração: novas facetas deste fenómeno resultantes da criação de um território europeu de livre circulação

– Princípios psicológicos associados à integração e bem-estar, com enfoque nos contextos de desenvolvimento e nos processos de mudança do meio envolvente

– O funcionamento e o papel social das comunidades como promotoras de desenvolvimento e bem estar pessoais

– Os diferentes contextos no modelo ecológico do desenvolvimento (macro-sistema, meso-sistema, exo-sistema, micro-sistema

– Factores de risco e de protecção em cada um dos sistemas

– Mecanismos de adaptação e transferência cognitiva, inerentes a qualquer processo de mobilidade individual entre diferentes comunidades (possibilidades e limitações)

– Conceitos fundamentais nos processos de construção do espaço de vivência (arquitectura)e de ordenamento do território

– As necessidades do Homem no seu habitat (habitação, trabalho, convívio, alimentação, deslocação, etc..)

– A dimensão física do espaço de vivência, considerando as componentes de estar e deslocar

– Relação da organização e da construção do espaço urbano, entre o estar e o deslocar, com a satisfação das necessidades do homem

– Caracterização dos modelos territoriais de organização do espaço de vivência: formas de medição e análise de padrões de ocupação do solo e configuração das vias de comunicação de diferentes tipos de transporte

– As variáveis físicas que limitam o desenvolvimento do espaço urbano

– Princípios físicos na organização e gestão do espaço habitável

– Fluxos materiais e energéticos no interior dos espaços urbanos e entre estes e os espaços adjacentes

– Medição, análise e interpretação dos fluxos materiais e energéticos do lar, associando as variáveis determinantes para a gestão eficiente daqueles (equipamentos utilizados, construção do espaço, orientação solar, comportamentos de utilização de energia, etc..)

Outras informações

O valor de inscrição é gratuito para as seguintes situações:
– Formandos desempregados.
– Formandos que frequentem curso inserido num percurso EFA, para conclusão de percurso EFA frequentado no CEPRA.
– Formandos provenientes de Processo RVCC Escolar no Centro Qualifica do CEPRA, que frequentem curso inserido num percurso EFA, para conclusão do seu Processo de Certificação Escolar.

DURAÇÃO 50 horas
DATA DE INÍCIO: Data a determinar
LOCAL A designar
PREÇO €0.00